Pizzolato sabe das coisas: petista diz que é "melhor morrer" (do que ser preso no país do PT)
Por Dr. Coxinha


Na bica de ser extraditado, o petista Henrique Pizzolato (condenado no mensalão e foragido na Itália) apelou para a Justiça italiana dizendo que "prefere morrer" a pagar pena em penitenciária brasileira. Quem conta é o senador italiano Carlo Giovanardi, que visitou o aflito mensaleiro. O senador Giovanardi acrescentou que a extradição "coloca em risco a vida de Pizzolato". 

Nem parece que o partido de Pizzolato administra o país que ele tanto teme há mais de 12 anos. E também faltou o senador italiano esclarecer quem, no Brasil, tem interesse na morte desse petista de dupla nacionalidade. Os brasileiros honestos querem apenas que ele pague a pena que lhe foi imposta pela Justiça brasileira. Muitos também esperam que ele fale tudo o que sabe sobre as tenebrosas transações de que participou (isso não pode ser imposto, mas talvez caiba uma delação premiada). O Pizzolato foi um petista graúdo, daqueles que sabiam muito; talvez demais.

PORTAL 100 FRONTEIRAS
Copyright 2011/2015.
Todos os direitos reservados
João Pessoa-PB
Ideias Multimidia