O problema do Brasil é matemático, pois, 1+1 não pode ser igual a 11 ou a 13, tem que ser igual a 2

Por Rui Galdino Filho
Advogado, desportista e comentarista


Por Rui Galdino Filho ( advogado, empresário e comentarista político ).

 

Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. Desde quando o nosso país foi descoberto, que a classe dominante só aprendeu a subtrair as nossas riquezas e a multiplicar o seu patrimônio. Desde  o ano de 1.500, que o nosso país vem sendo literalmente roubado e espoliado pela classe dominante de plantão. Índios, brancos e negros, formaram o povo brasileiro. Dizem que os índios eram honestos, porém, preguiçosos. Que os negros, também eram honestos e trabalhadores. E que os brancos, eram estrategistas e corruptos.

Então, da mistura desses sangues, surgimos nós, o povo brasileiro. Índios, eram 40% da população. Negros, também eram 40% da população. E brancos, eram 20% da população. O povo brasileiro é uma raça mestiça. Raça boa e resistente, que trouxe a beleza singela das índias, o corpo escutural e a beleza das negras e a beleza fidalga das brancas. Por isso, o povo brasileiro é um povo alegre, bonito e feliz. Mas, de onde vem a corrupção brasileira?

Eis a questão! Dizem, que vem dos brancos colonizadores e que depois de toda essa mistureba racial, nos ensinaram uma matemática errada, aliás, diferente, onde: 1 + 1 = 11 e não = 2. Pode? Aqueles que aprenderam a matemática correta, ainda hoje sofrem muito, pois, ficaram com o resultado ( 1 + 1 = 2 ). E aqueles que fizeram questão de dizer que ( 1 + 1 = 11 ), preferiram uma matemática diferente, que sempre se beneficiaram desse falso resultado, acumulando riquezas e poder.

No Brasil, o poder sempre veio da riqueza ( 1 + 1 = 11 ) e nunca da capacidade ( 1 + 1 = 2 ). E assim foi de 1.500 até 2002, ou seja, essa fórmula matemática durou cerca de 500 anos. Claro que houve algumas exceções neste período, questionando a fórmula diferente ( 1+1=11 ). Até 2002, e de acordo com essa fórmula matemática ( de 1 + 1 ser = a 11 ), o défict público do nosso país chegou ao patamar de 800 bilhões de reais, ou seja, durante 502 anos de existência, o nosso Brasil, acumulou uma dívida interna e externa, por má gestão e corrupção, de 800 bilhões. Já pensou?

A partir de 2003, com Lula e o PT, veio a esperança de se usar a fórmula matemática correta, ou seja: 1 + 1 = 2. Por esta fórmula, o Brasil iria viver um novo tempo de desenvolvimento e progresso, sob o comando de um operário sem diploma de curso superior e sem 1 dedo em uma de suas mãos. E se dizia que a esperança vencia o medo! Lembram? Pois bem, 08 anos  de Lula + 5 anos de Dilma, sua criatura, e ambos oPTaram por uma nova fórmula matemática: 1 + 1 = 13. E o Brasil, afundou na corrupção!

Lula, Dilma e o PT, acharam pouco o défict público de 800 bilhões em 502 anos pela fórmula antiga ( 1 + 1 = 11 ) e usando uma nova fórmula matemática ( 1 + 1 = 13 ) nos últimos 13 anos, já aumentaram esse défict para 4 TRILHÕES DE REAIS. Pode? Isso é uma vergonha. Isso é um absurdo. Isso é o maior escândalo de corrupção do mundo. Isso é uma tapa na cara do povo brasileiro. Em 13 anos de governo, a nova fórmula matemática do PT ( 1 + 1 = 13 ), aumentou o rombo nas finanças públicas do país em 04 vezes mais o que fizeram em 502 anos. Meu Deus!

O Brasil está economicamente quebrado. E o PT e aliados continuam dizendo que não existe crime algum nessa nova fórmula matemática. Na verdade, até agora, já se vão 516 anos de Brasil e ninguém quis trabalhar com a fórmula matemática certa. O Brasil só vai mudar verdadeiramente para melhor, quando aparecer um LÍDER de vergonha na cara e que tenha coragem de implantar a fórmula matemática verdadeira e correta, ou seja: 1 + 1 = 2. Essa fórmula diz que se não levar para casa o dinheiro dar para tudo. É simples. É uma questão de honestidade, gestão, bom senso e coragem.

O Brasil passou 502 anos usando uma fórmula matemática diferente ( 1 + 1 = 11 ) e entre 1.500 e 2002, acumulou um rombo nas contas públicas de 800 bilhões de reais. Depois o PT assumiu o comando da nação e fez quatro vezes pior, ou seja, com a fórmula nova ( 1 + 1 = 13 ) aumentou o rombo nos cofres públicos em cerca de 3,2 trilhões de reais, em apenas 13 anos. Ambas as fórmulas matemáticas são corruptas e não tem economista que explique o errado. A fórmula do PT, foi a mais audaciosa, sem sentido, mais criminosa, pois, abandonou um projeto de governo para um projeto de poder. 13 é o número do PT. 13 é o tempo que o PT está no governo. 13 é o número da traição ao povo brasileiro. 13 é o resultado da fórmula matemática do PT.

O problema do Brasil é matemático. Se falta tudo no país, é por que o dinheiro da nação está sendo roubado a muito tempo e a verdadeira fórmula matemática ( 1 + 1 = 2 ) ainda não foi implantada. No Brasil, todo serviço e obra pública é superfaturado. 95% dos políticos são desonestos e verdadeiros parasitas da nação. Ainda bem, que a fórmula matemática do PT, não conseguiu cooptar as Forças Armadas, a Polícia Federal, o Ministério Público, a Receita Federal e o Poder Judiciário.

Finalmente, aonde estão os 3,2 trilhões de reais que o PT gastou em seus governos até agora? O rombo nas contas públicas é muito grande e o défict público já chega aos 4 trilhões de reais. É muito dinheiro para a corrupção. O Brasil precisa de uma varredura geral. A safadeza é muito grande e a cara de pau dos políticos é maior ainda. CHEGA! É preciso eleições gerais, uma nova Constituição, fim da reeleição para todos os cargos eletivos e a implantação da fórmula matemática correta, ou seja, 1 + 1, tem que ser igual a 2. Quem será o nosso próximo matemático?

Viva o Brasil! 

PORTAL 100 FRONTEIRAS
Copyright 2011/2015.
Todos os direitos reservados
João Pessoa-PB
Ideias Multimidia