+ Aumentar fonte | - Diminuir fonte
11/11/2013

Bacharel em direito João Paulo Barbalho preso por matar construtor no trânsito vai para cela especial

Veja vídeo

O bacharel em direito João Paulo Barbalho Inácio da Silva, 28 anos, que provocou o acidente que causou a morte do construtor Bruno Fonseca, 35 anos, na manhã de domingo (10), na Capital, deve se transferido para uma cela especial. Ele continua detido na Central de Polícia Civil onde foi indiciado por homicídio doloso (quando há intenção de matar). A mulher da vítima ficou ferida, mas passa bem.

A informação inicial do delegado Deusdedith Leitão, titular do Distrito Integrado de Segurança Pública da Paraíba (Disp), de João Pessoa, era de que João Paulo seria encaminhado para o Presídio do Roger, mas por ter curso superior, deve seguir para uma prisão especial, conforme informou o advogado Genival Velloso, que faz a defesa do bacharel em direito.

O delegado informou que João Paulo e um amigo apresentavam sintomas de embriaguez na hora do acidente. Por estar conduzindo o carro, apenas o bacharel foi preso em flagrante. Segundo o tenente Givago Godói, do 1º BPM, a população tentou linchar o motorista, mas a polícia evitou o crime. Testemunhas informaram aos policiais militares que os jovens, que estavam na caminhoneta, passaram a noite bebendo em um posto de combustíveis. Os suspeitos de provocarem o acidente foram levados para o Disp.

João Paulo Barbalho ouvido pela polícia

Foto: João Paulo Barbalho ouvido pela polícia
Créditos: Diego Nóbrega (Jornal Correio da Paraíba)

 

Acidente no Bessa

Foto: Acidente no Bessa
Créditos:
Diego Nóbrega (Jornal Correio da Paraíba)

Acidente no Bessa

Foto: Acidente no Bessa
Créditos: Diego Nóbrega (Jornal Correio da Paraíba)

O corpo de Bruno Bernardino de 35 anos foi velado na Igreja Maranata, no bairro da Torre, em João Pessoa, onde deve ser sepultado na tarde de segunda (11), no cemitério Nova Mangabeira.

 

Moradores protestam

Galhos de árvores, madeiras e pneus queimados. Esse foi o cenário na noite deste domingo (10) no local onde o construtor foi morto no acidente. Os moradores protestavam por melhores condições de trânsito. A população reivindicava sinalização e passarelas. O motivo é o desrespeito dos motoristas com os pedestres que, diariamente, correm riscos para atravessar o cruzamento entre as avenidas Tertuliano de Castro e Hortêncio Osterno Carneiro. Segundo os moradores, acidentes no local são constantes e carros trafegam em alta velocidade.

Após acidente, houve protesto

Foto: Após acidente, houve protesto
Créditos:
Diego Nóbrega (Jornal Correio da Paraíba)

O acidente 

O construtor morreu ao ter o carro atingido por uma caminhoneta importada em alta velocidade. A vítima e a esposa estavam indo para a igreja quando se envolveram no acidente. Duas bíblias foram encontradas dentro do carro.

 De acordo com informações do tenente Godoi, uma camioneta Mitsubishi invadiu a contramão e acertou o carro do casal no cruzamento das avenidas Tertuliano de Castro e Ostencio Osterno Carneiro.

A caminhoneta saiu arrastando o carro do casal, que se chocou contra o muro de um edifício residencial. O construtor, que dirigia um Fiat Siena, morreu na hora preso entre as ferragens. A esposa da vítima ficou ferida e foi socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa e liberada.

Acidente no Bessa

Foto: Acidente no Bessa
Créditos: Diego Nóbrega (Jornal Correio da Paraíba)

Acidente no Bessa

Foto: Acidente no Bessa
Créditos: Diego Nóbrega (Jornal Correio da Paraíba)

Acidente no Bessa

Foto: Acidente no Bessa
Créditos: Diego Nóbrega (Jornal Correio da Paraíba)



http://www.youtube.com/watch?v=ZsYRXGBlUvI

Fonte: Por Hyldo Pereira - Portal Correio


Nenhum comentário! Faça o primeiro

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL 100 FRONTEIRAS. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL 100 FRONTEIRAS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Clique e acesse

Funeral de Cavaleiro
Cavaleiros medievais cruzaram suas lanças para a passagem do Mestre Cavaleiro Ariano Suassuna
Pasadena não passou
Reação à decisão do TCU sobre escândalo de Pasadena: advogado de Cerveró defende cliente acusando Dilma
Um poema imortal de um imortal
Ariano Suassuna: "com meu cantar supero o desespero / sou contra a morte e nunca hei de morrer"
Bandidos sem limites
Preso em Cabedelo André Silva, acusado de, em João Pessoa, assassinar a pedradas a advogada Cátia Rejane
Pasadena: o dedo de Lula
Lula tentou melar julgamento do TCU sobre escândalo Pasadena (prejuízo de US$ 792 milhões) - Reinaldo Azevedo

Sobre a copa da Fifa no Brasil, você acha que...




Copyright 2011/2013.
PORTAL 100 FRONTEIRAS
Todos os direitos reservados.
João Pessoa-PB